0

Kensou e Athena – King of Fighters

Era uma tarde qualquer do mês de maio. O treino, razoável, começava a despertar fome, rente à pausa próxima. O sol brilhava agradável; o som das cascatas orientava meus movimentos. Eu já havia percebido os ruídos despreocupados do mestre chegando antes de sua presença. Realmente, uma pausa. Entretanto, uma novidade, acompanhando-o, tornava a tarde singular.

O par de passos estancou a uma distância em que eu não podia senti-los. Àquela altura já seria possível distinguir o cheiro de álcool do velho – normalmente, bebia até as tampas. Então, aquela nova presença o teria inibido. Como minha posição não permitia vê-los, aguardei a chamada dele. Isso aconteceu logo, e então, eu a conheci.

Continue lendo

0

Blue Mary e Terry Bogard – Estrelas, blues e um beijo

Blue Mary e Terry Bogard

Vejo Blue Mary e Terry Bogard como um casal moderno no universo de The King of Fighters e Fatal Fury. Ambos me parecem muito bem cientes de suas condições, eles seguem suas vidas, sem cobranças um do outro, se encontram quando dá, aproveitam o momento juntos e, depois, se despedem, sem saber quando exatamente será o próximo encontro.

É assim que os escolhi ver. Não sei se é assim que a história original se dá, mas, prefiro a minha versão (acho que todo fã cria as suas verdades com relação a alguns personagens).

Outra coisa que acho legal neste casal é o fato de que os personagens não foram criados PARA formarem um par romântico. Tenho a impressão que Terry conheceu Blue Mary, lá na Fatal Fury 3 e, um tempo depois (em Real Bout), eles acabaram por se encontrar de novo, criaram uma amizade, se conheceram melhor e, só depois, construíram o relacionamento moderno – como o que citei acima.

Enfim, para este conto, o foco é a relação entre Blue Mary e Terry Bogard, em um momento bem singular.

Ahhh!, um detalhe importante: logo no começo do conto, é citada uma música (bem gostosa, por sinal), que realmente está tocando lá onde o texto acontece. Eu recomendo, fortemente, que você toque o player assim que começar a ler o conto. Eu não o produzi o texto pensando nos detalhes musicais, como tempo, compassos e etc. (até porque eu não manjo), mas acho uma experiência bacana descobrir o que acontece com os personagens, enquanto se ouve o que eles estão ouvindo lá.

Espero que gostem.

Continue lendo

0

Amizade – Um conto sobre a história de Chang Koehan

Não sei quanto tempo Chang Koehan passou na prisão antes de entrar para o torneio the King of Fighters. Imagino o que deve ter acontecido para que a Coreia do Sul aprovasse a “ideia” de Kim Kaphwan, para “corrigir” os criminosos no torneio.

Com isso na cabeça, pensei haver um tempo considerável em que Chang deve ter passado, “sozinho”, até que o torneio the King of Fighters tenha lhe surgido como oportunidade. Também fiquei imaginando, será que aquela bola de metal é somente uma arma? Juntei isso ao fato de querer escrever sobre “amizade” e, ao mesmo tempo, contrastar a imagem de “grande e burro” que os personagens mais “parrudos” dos games têm, com alguém introspectivo, inteligente e, quem sabe, quase um savant. O resultado disso foi o texto “Amizade”.

Chang está preso e constrói uma redação sobre o assunto, onde reflete sobre o que é necessário para se considerar uma amizade verdadeira, além de seus sentimentos para com sua inseparável amiga.

Sem mais, vamos ao texto…

Continue lendo

2

Prognóstico: uma história de Heidern e Leona

Quem viu esta foto de Heidern mais jovem e Leona ainda criança e não imaginou a história por trás dela? Bem, confesso, a primeira vez que a vi, talvez, lá pelos anos de 1997, eu simplesmente viajei, imaginando a história de Heidern e Leona, e tudo o que eles já haviam passado juntos, tanto neste lugar, ou onde quer que eles tenham passado.

Imagens como essa são um verdadeiro achado para os fãs dos personagens. Seja qual for o jogo, encontrar um personagem em uma ação diferente daquela encontrada no game, dá uma personalidade maior, cria uma história por trás e ainda aproxima o leitor. Ver uma Leona ainda criança já empunhando uma arma e, ainda por cima, sob a instrução de Heidern, me faz pensar na relação deles, em como ela aprendeu, não somente a ser uma assassina, mas a ser a filha de um mercenário.

Imaginei como isso pode ter sido para Heindern, então, fiz este texto, em formato de diálogo (e com um drama embutido).

Espero que gostem.

 

Continue lendo

2

Relatório de progresso de batalha – Torneio the King of fighters

Caro senhor Howard,

Envio abaixo o Relatório de Progresso do torneio the King of Fighters, seguindo o modelo de documento apresentado pelo departamento interno de Organização e Projetos (D.OP).

Ressalto, antes, alguns pontos importantes, com intenção de ampliar a mensagem final no relatório aqui presente. Aproveito, também, para mencionar esses pontos serem provenientes de total opinião pessoal dos observadores descritos neste relatório, isentando qualquer profissional, contratado imediato ou terceirizado da Dark Organization, dos juízos apresentados adiante.

Assim sendo, as primeiras observações são:

 

Continue lendo