1

o Devorador

o Devorador é um daqueles texto que não digo sobre qual jogo estou falando.

Não significa que o nome é proibido, mas a ideia de encontrar o próprio jogo enquanto a leitura acontece pode transformar a experiência – talvez até o próprio texto.

Aproveitando… A imagem do conto tenta dar o tom.

Continue lendo

2

Okami: haikai

Okami é um título de Playstation 2, lançado em 2006, e que tem como um dos temas principais a expressividade visual, “pincelado” tal qual as pinturas a nanquim, tão tradicionais da arte japonesa. Ademais, o trabalho narrativo, predominantemente baseado no folclore da “terra do sol nascente”, conta a história da deusa Amaterasu encarnada em um lobo branco, auxiliada pelo “pincel celestial mágico”, instrumento para dar vida às pessoas e à natureza que lhe cerca.

Os haikais – total de três – formam um conjunto, e nada mais são que uma tentativa ambiciosa e sincera de se homenagear esse louvável game. A qualidade do poema é muito aquém à qualidade do jogo.

Boa Leitura!

Lista de conquistas/troféus do texto clique aqui

Continue lendo

0

1920 d.C.: Chicago (Equilíbrio)

Chuva intensa sobre a cidade de Chicago, asfalto molhado refletindo as luzes dos automóveis (belos Fords), dos postes e dos prédios, plena década de 1920.
Chicago, Chicago, aquela cidade que se passeia como uma criança travessa!
Homens e mulheres de casacos longos, alguns de sobretudo, guardas-chuvas padronizados de cor preta e varetas de ferro e um deles, apenas um deles, de guarda-chuva amarelo…
Seus passos são lentos – sapatos faixa-branca – como se não se importasse com a fina chuva fria, e nem mesmo com a viatura policial, um Ford Model T Burlingame, belíssimo, que passava do outro lado da rua.
Ele para diante da imensa porta de vidro do hospital, fecha seu guarda-chuva amarelo enquanto seca os pés, e entra no lugar, sem tirar seu chapéu panamá, já decidido a quem abordar.

Lista de conquistas/troféus do texto clique aqui
Continue lendo